Saber Fazer

Diário do Curso do Linho em Famalicão

A densidade da sementeira

Linhal das hortas do Parque da Devesa a 26 de Abril

Linhal das hortas do Parque da Devesa a 26 de Abril

A densidade da sementeira é um factor preponderante na qualidade da fibra.

Procuramos ter plantas altas e pouco ramificadas, que se traduzem em fibras longas e uniformes. Para obter isto, precisamos de realizar a sementeira com uma densidade de plantas maior do que se estivéssemos a produzir linho para produção de semente.
Se a densidade da sementeira for demasiado baixa, além das plantas ramificarem, os caules engrossam e a fibra resulta de qualidade inferior.
No entanto, se a densidade da sementeira for demasiado alta, o linho pode acamar.

Na cultura para finalidade têxtil, a literatura aponta-nos o número de plantas adequado por m2 como sendo de entre 2000 e 2500.
Em relação ao peso a ser utilizado, as respostas encontradas já não são tão unânimes (algumas falam-nos em 120Kg/Ha, outras em 250Kg/Ha). Isto será provavelmente porque o peso da semente varia muito não só de variedade para variedade, mas inclusive de ano para ano, o que torna a indicação pouco rigorosa.

Como a sementeira em pequena escala é realizada manualmente a lanço, obter a densidade certa depende mais do treino da mão do que do rigor milimétrico. Para ajudar, quando espalhamos a semente podemos tentar visualizar as 2500 plantas no m2 dispostas numa quadrícula de 50x50 plantas.