Saber Fazer

Diário | Journal

A encasular

image.jpg

Metade das nossas lagartas já entraram no último ínstar, a desatar a comer folhas de amoreira negra que nem umas loucas, como é típico dos dias que antecedem o início da construção do casulo. 
Algumas pioneiras já começaram a encasular, mas desta vez não me apanharam [tão] desprevenida: já tinha uma estrutura preparada para elas e já lhes conheço melhor os sintomas que antecedem o encasulamento.

A outra metade da criação, que é mais pequena este ano, ainda está atrasada, o que é bom porque no próximo dia 11 de Junho há um dia inteiro de demonstrações e oficinas sobre a produção de Seda, (incluindo uma oficina prática de extração da seda dos casulos com a MªTeresa Frade) e gostava de chegar lá com as diversas fases do bicho-da-seda: ovos, lagartas, pupas e borboletas. Vamos ver se não me pregam uma rasteira.

O video é um timelapse, mas quando olhamos para um tabuleiro sem folhas depois de as termos alimentado dois minutos antes, temos a sensação de que esta é a velocidade real a que comem.


Cocooning  

Half of our silkworms have entered the last instar and have started to feed on black mulberry leaves like crazy, as they should in the days before cocooning.
Some early birds have already started cocooning, but this time around I was more prepared: I had a cocooning structure ready and I recognize a little better the "cocooning symptoms".

The other half of our silkworms is a little bit late, which is a good thing, because on the next saturday the 11th of June we'll be having a whole day in Serralves dedicated to Silk production, including silkworm rearing and cocoon reeling demonstrations and workshops. I would like to get to the day with all the silkworm stages happening: eggs, worm, pupae and butterflies. Let's see if they don't play a trick on me.

The video is a timelapse, not real time, but this is the speed we feel they are actual feeding to when we spread the mulberry leaves and look back after 2 minutes to find they already ate everything.