Saber Fazer

Diário | Journal

De onde vêm os fusos

A MISSOM já faz parte do meu top do Roteiro Oficinal do Porto pelo menos desde 2013. Para quem não sabe, esta pequena empresa e oficina localizada mesmo no centro do Porto é onde se fazem algumas das melhores baquetas do mundo. Parece uma afirmação exagerada, mas é mesmo assim, até porque se especializaram em fazer modelos únicos, desenhados especialmente para o artista. O trabalho de torneiro é exímio, as madeiras são as melhores que se podem ter e a precisão técnica é incrível.
Ora, e o que é que baquetas têm a ver aqui com o Saber Fazer? É que baquetas, afinal, são muito parecidas com fusos, e a partir de agora os fusos cá da casa, sejam os portugueses, sejam os de suspensão, vão passar a ser produzidos pela MISSOM. Mais especificamente pelo próprio Miguel Ralha que, além de ser o criador da empresa, é um fantástico torneiro de madeira. 
Aquele fuso português ali em cima era uma amostra de que era suposto eu não gostar, porque tinha sido torneado a partir do borne e do cerne de um tronco de pau-rosa, mas basta olhar para a foto para se perceber que é o fuso mais bonito que já tive na mão. Só lhe falta uma boa mainça, que vai ser esculpida por mim, como de costume.
Os fusos voltarão a estar em breve disponíveis na loja online, melhores que nunca.

/

MISSOM has been in my Roteiro Oficinal do Porto top for at least three years. If you don't know MISSOM, it's enough to say that they are makers of some of the best drumsticks in the world. That's not an overstatement, that's just how it is. Their craftsmanship is flawless, the woods are the best available and the technical precision is amazing.
So, what do drumsticks have to do with Saber Fazer? Well, drumsticks and spindles have a lot in common, being both woodturned objects that require precision and quality, and from now on all SF's spindles will be made by MISSOM, more specifically by Miguel Ralha himself, founder of the company and top notch woodturner.
That portuguese spindle up there was a sample that Miguel thought I would not want to keep, because he turned it just for fun using both the heartwood and sapwood of a piece of rosewood. But, as you can tell by just looking at the photo, it's the most beautiful spindle I've ever owned and the way it feels on the hand... just wonderful. The only thing missing is the groove, which I'll be carving myself, as usual.
Spindles will be again available at the shop, very soon. Better than ever.